Jornal Capital

Centros de referência em crack vão capacitar 15 mil profissionais

A presidenta Dilma Rousseff disse segunda-feira (21) que os centros regionais de Referência em Crack e Outras Drogas vão capacitar cerca de 15 mil profissionais de saúde nos próximos 12 meses. Os médicos vão receber cursos para atender em unidades básicas de saúde, enquanto outros profissionais devem aprender sobre a desintoxicação em hospitais e clínicas. Para agentes comunitários de saúde, o curso será voltado ao atendimento nas ruas. “Eles vão conhecer as técnicas de tratamento e também as possibilidades de trazer essas pessoas de volta ao convívio social, ao trabalho e aos estudos”, afirmou Dilma em seu programa semanal de rádio Café com a Presidenta.

Balança comercial tem superávit de US$ 577 milhões

Banco de ImagensA terceira semana de fevereiro registrou superávit comercial de US$ 577 milhões, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. No período, com cinco dias úteis, as exportações chegaram a US$ 4,542 bilhões, com média diária de US$ 908,4 milhões. As importações totalizaram US$ 3,965 bilhões, com média por dia útil de US$ 793 milhões. Nas três semanas deste mês, com 14 dias úteis, o superávit comercial ficou em US$ 1,557 bilhão, com exportações de US$ 12,299 bilhões (média diária de US$ 878,5 milhões) e importações de US$ 10,742 bilhões (média de US$ 767,3 milhões por dia útil).

Mercado brasileiro de nanotecnologia tem grande potencial de crescimento

O mercado brasileiro de produtos com base em nanotecnologia, desenvolvidos originalmente no país, somou no ano passado cerca de R$ 115 milhões. A pesquisa feita pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a qual a Agência Brasil teve acesso, não considera as tecnologias trazidas de matrizes para aplicações no país e nem os produtos importados. O presidente do Conselho Empresarial de Tecnologia da Firjan, Fernando Sandroni, disse que o mercado de produtos nanotecnológicos desenvolvidos no Brasil ainda é pequeno em relação à estimativa de negócios gerados pela nanotecnologia no mundo em 2010, da ordem de US$ 383 bilhões.

Helinho, Presidente da Grande Rio: “A Comunidade é o nosso combustível”

Foto: Alberto ElloboQuase duas semanas depois do incêndio que consumiu todo o barracão da Escola de Samba Acadêmicos do Grande Rio, no dia 7 de fevereiro, o presidente Helinho de Oliveira garantiu que a Escola irá para a avenida “com muita garra e determinação”. “Tudo foi queimado em apenas 22 minutos, menos a nossa paixão e o carinho da comunidade com a Escola”, disse Helinho ao Capital durante uma entrevista exclusiva concedida entre seus principais colaboradores e os operários que trabalham em dois turnos na montagem dos carros que a Escola vai levar para a Marquês de Sapucaí. Segundo Helinho, são cerca de 400 pessoas trabalhando no barracão e outros locais.

Transpetro anuncia construção de mais quatro navios do Promef

A Transpetro, subsidiária da Petrobras para a área de transporte, informou que o Estaleiro Eisa iniciou semana passadsa a construção do primeiro dos quatro navios Panamax encomendados no âmbito do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef), que integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O programa prevê a compra de 49 embarcações, a maioria para reforçar a operação no pré-sal. Os investimentos previstos no Promef somam R$ 9,6 bilhões. Os dois primeiros navios encomendados ao Eisa serão lançados ao mar em 2012 e os demais, em 2013. O contrato com o estaleiro, de R$ 856 milhões, vai gerar até 4 mil empregos no pico das obras.

Já foram contratados 41 navios e oito estão em fase de licitação. Mais de 15 mil empregos diretos foram criados, até agora, nos estaleiros do país. A expectativa é que, ao longo dos próximos anos, sejam abertos 40 mil empregos diretos e 160 mil indiretos apenas com a construção de navios para a Petrobras. O setor de petróleo e gás é o principal responsável pela revitalização da indústria naval brasileira.

Parrô da Vovó, o novo point gastronômico da Baixada

Foto: Alberto ElloboO público da Baixada Fluminense já dispõe da melhor culinária portuguesa e brasileira em um só lugar. Inaugurado em dezembro, o Restaurante Parrô da Vovó, localizado na Rodovia Washington Luiz, em Duque de Caxias, já é considerado pelos freqüentadores como o novo point gastronômico, com preços acessíveis. O ambiente, com decoração rústica, é familiar e oferece pratos executivos a partir de R$ 12,90, diariamente, inclusive nos finais de semana.

Plataforma que pegou fogo volta a operar parcialmente

A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Rio de Janeiro (SRTE), órgão do Ministério do Trabalho, autorizou a Petrobras a recolocar em operação parcial a Plataforma Cherne 2, na Bacia de Santos. A autorização foi dada quinta-feira (17), após vistoria dos técnicos da superintendência, no último dia 14, quando ficou constatado não haver mais “risco grave e iminente no ambiente laboral”.

Pontualidade de micro e pequenas empresas foi destaque

Pelo sexto ano seguido, as micro e pequenas empresas do país conseguiram elevar a taxa de quitação dos débitos na comparação com janeiro dos anos anteriores. O índice de pagamentos feitos à vista ou com um atraso máximo de sete dias atingiu 94,7%, superior ao registrado em igual mês do ano passado quando havia alcançado 93,8%, e a todas as taxas medidas desde 2006.

Baixada foi a segunda maior geradora de empregos em 2010

Foto: Alberto ElloboO mercado de trabalho no Estado do Rio de Janeiro acompanhou o ritmo nacional e fechou 2010 com recorde de criação de empregos na série histórica: foram 190 mil novos postos com carteira assinada, saldo 23,3% maior do que o registrado em 2008, o recorde anterior. O saldo de contratações na Baixada Fluminense foi o segundo maior dentre as regiões do Estado, registrando 28.478 novos postos de trabalho formal. Os dados estão na Nota Técnica “Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense”, divulgada pelo Sistema Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) com dados do Ministério do Trabalho.

Ex-deputado assume Habitação em Caxias

A Secretaria de Habitação de Duque de Caxias tem novo titular. É o ex-deputado estadual Marco Figueiredo, que assumiu o cargo anunciando investimentos de R$ 26 milhões para a localidade de Nova Esperança, no segundo distrito. Segundo Figueiredo, a verba virá de uma parceria firmada entre ele e o secretário Estadual de Habitação, Leonardo Picciani, que esteve presente à cerimônia de posse do novo Secretário, realizada na Praça Roberto Silveira na manhã de segunda-feira (14).

MEDCOR Exames Cardiológicos