Balança comercial fluminense acumula superávit de US$ 7,5 bilhões

Corrente comercial do estado atingiu, de janeiro a maio, US$ 29,6 bilhões, registrando um crescimento de 3,7% na comparação com o mesmo período do ano passado

A balança comercial fluminense acumulou um superávit de US$ 7,5 bilhões nos primeiros cinco meses do ano.

De janeiro a maio, a corrente comercial do estado (soma das importações e exportações) atingiu US$ 29,6 bilhões, a maior da série histórica, registrando um crescimento de 3,7% na comparação com o mesmo período do ano passado, sendo US$ 18,5 bilhões em exportações (alta de 2,8%) e US$ 11 bilhões em importações (alta de 5,3%). Os dados são do Comex Stat, sistema para consultas e extração de dados do comércio exterior brasileiro, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços.

– O Rio de Janeiro ocupa a segunda posição entre os estados que mais exportam no país. Um superávit comercial positivo impulsiona o desenvolvimento econômico, ao incentivar a produção interna e a competitividade, e gerar oportunidades de emprego. Esse é o cenário que o nosso estado vive hoje, fruto do trabalho que realizamos, continuamente, por um ambiente de negócios estável, seguro e cada vez mais favorável aos negócios – comentou o governador Cláudio Castro.

Leia também: Alerj se despede do deputado Otoni de Paula Pai com velório no Palácio Tiradentes

De janeiro a maio, o Rio de Janeiro respondeu por 13,9% das exportações nacionais e 10,7% das importações nacionais, mantendo o segundo lugar no ranking das exportações e a terceira posição nas importações do país. O principal parceiro comercial do estado, nesse período, foi a China, com uma corrente comercial de US$ 7,5 bilhões, seguida dos Estados Unidos, com US$ 6,4 bilhões. Outros parceiros comerciais importantes do Estado do Rio foram Espanha, Chile, Índia e Arábia Saudita.

– O petróleo foi responsável por 80% das exportações do estado, movimentando US$ 14,9 bilhões. Outro setor importante foi o siderúrgico, que exportou US$ 811 milhões em produtos – detalhou a secretária interina de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços, Fernanda Curdi.

De acordo com os dados do Comex Stat, a balança comercial fluminense fechou o ano passado com superávit de US$ 20 bilhões. No ano, a corrente comercial fluminense atingiu US$ 71,8 bilhões, resultado 1,2% superior ao alcançado em 2022, sendo US$ 45,9 bilhões em exportações (alta de 0,8%, comparado ao ano de 2022) e US$ 25,9 bilhões em importações (alta de 2% ante 2022).

MEDCOR Exames Cardiológicos