Prorrogadas as inscrições do Prêmio Paulo Freire

Foram prorrogadas, até 26 de novembro, as inscrições do Prêmio Paulo Freire, promovido pela Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Serão homenageados profissionais de escolas e universidades das redes públicas e privadas que promovem ações de inovação no ensino. Até o momento, já foram enviadas 78 candidaturas - número considerado expressivo diante do impacto da pandemia sobre o sistema educacional.

A premiação será entregue pela Comissão de Educação no dia 13 de dezembro. Pelas regras do edital, a escolha dos agraciados ficará a cargo de uma banca de avaliação que será instituída por nove integrantes: três indicados pela comissão; um indicado pelo Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe); um pela União de Professores Públicos no Estado do Rio de Janeiro (UPPES), um representante do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN); um indicado pela União Estadual dos Estudantes Secundaristas (UEES); um pela Associação dos Estudantes Secundaristas do Estado do Rio de Janeiro (AERJ) e um indicado pela União Nacional de Estudantes (UNE).

Leia também: Emendas Constitucionais: fiscalização em busca de qualidade à população fluminense

A homenagem vai contemplar onze áreas de atuação: projeto político-pedagógico; experiência com alunos do Ensino Fundamental; Educação Especial; Educação de Jovens e Adultos; Ensino Médio, Técnico ou Profissionalizante; do Ensino Superior; do Ensino à Distância; de experiência pedagógica na área de Ciência e Tecnologia; na área da Educação Popular e da Educação do Campo. O prêmio homenageia um dos maiores educadores do país, Paulo Freire, criador da “Pedagogia da Libertação”, referência mundial da área pedagógica e atual patrono da educação brasileira.