Festival de Teatro de Caxias teve mais de 13 mil espectadores

  • Publicado em Matérias

Festival de Teatro de Caxias teveEntre os dias 27 de setembro e 13 de outubro, Duque de Caxias se transformou na capital da arte. Neste período foi realizado na cidade o 16º Festival Nacional de Teatro, no Teatro Municipal Raul Cortez. Foram dezenas de espetáculos gratuitos, voltados para públicos de todas as idades. O evento atingiu este ano a marca de 13.500 espectadores.

 

Além das apresentações teatrais, os organizadores fizeram mostras paralelas que aconteceram nos outros três distritos do município (Campos Elíseos, Xerém, Imbariê, bem como no Teatro Municipal Armando Melo, no Centro). As companhias de teatro que participaram do Festival vieram de todo estado do Rio, como Petrópolis, Volta Redonda, Zonas Oeste, Norte e Sul da capital fluminense, assim como dos estados do Amazonas, Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná.

“Para o ano que vem, queremos levar mais espetáculos para os distritos. O Festival está crescendo cada vez mais", disse o diretor do CPT-DC, Guedes Ferraz, que também é idealizador, diretor e coordenador do Festival.

A programação incluiu 10 peças infantis e 21 adultas, que concorreram a troféus nessas categorias as quais foram escolhidos: melhor diretor, ator, atriz, ator coadjuvante, atriz coadjuvante, espetáculo, figurino, maquiagem, cenografia, iluminação e o Prêmio de Dramaturgia. O Festival Nacional de Teatro de Duque de Caxias é uma realização do Centro de Pesquisas Teatrais (CPT-DC) e contou com o apoio da Prefeitura de Duque de Caxias, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

PREMIADOS

Categoria Adulto

Melhor Figurino e Melhor Cenografia - “Nábila” (Carranca Coletivo), Penha/RJ; Melhor Iluminação e Melhor Texto - “Eu quem eu Somos” (Coletivo Cosmogônico), Botafogo/RJ; Melhor Direção - “Fernanda Báfica e Juracy de Oliveira (“Nábila”); Melhor Atriz - Aracy Breckenfeld (“Nábila”); Melhor Ator - Cristiano Luis Sckenkel (“Do Outro Lado da Cerca Mora um Amigo” (Curto Arte Cia. de Teatro), Dois Irmãos/RJ; Melhor Atriz Coadjuvante - Mariana Queiroz (“Nábila”); Melhor Ator Coadjuvante – João Carvalho (“A Mente Capta”), Grupo Loca, Penha/RJ; Melhor Espetáculo - 1º lugar (“Nábila”); 2º lugar (“Eu quem eu Somos”); 3º lugar (“Vende-se Uma Geladeira Azul”) Combi, Campo Grande/RJ.

 

Categoria Infantil

Melhor Maquiagem e Melhor Cenografia - “Contando e Recontando Contos” (Cia. Villelarte), Nova Iguaçu/RJ; Melhor Figurino - “Contos De Tirar o Sono” (Cia. Zero8 de Teatro), São Paulo/ SP; Melhor Iluminação - “Quando Eu Sonho, Viro Sonho” (Caramello Produções), Laranjeiras/RJ; Melhor Direção - Felipe Villela (“Contando e Recontando Contos”); Melhor Atriz - Carol Leipelt (“Quando Eu Sonho, Viro Sonho”); Melhor Ator - Fernando Dias (“Raios De Sol”), Grupo Guápoz - Recreio dos Bandeirantes/RJ; Melhor Atriz Coadjuvante - Carolina Ferreira (“Contando e Recontando Contos”); Melhor Ator Coadjuvante - Felipe Villela (“Contando e Recontando Contos”); Melhor Espetáculo - 1º lugar (Contando e Recontando Contos”); 2º lugar (“Quando Eu Sonho, Viro Sonho”).