Comissão na Câmara aprova proposta que cria o 14º salário para aposentados e pensionistas

De autoria do deputado federal Aureo Ribeiro, se aprovado o projeto irá beneficiar segurados em 2022 e 2023

A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que estabelece o pagamento excepcional do 14º salário para beneficiários do INSS.

O objetivo da proposta é minimizar os impactos econômicos causados pela pandemia. O deputado federal Aureo Ribeiro (Solidariedade/RJ) é um dos autores do projeto de lei que, se for aprovado, vai beneficiar segurados em 2022 e 2023.

Leia também: Comissão aprova projeto que permite uso de aplicativos para mototáxi

A decisão de antecipar o pagamento do 13º para aposentados e pensionistas em meio à crise da Covid-19 foi uma alternativa para as famílias brasileiras, mas com o aumento da inflação e agravamento da crise econômica, o valor está fazendo falta para muitos beneficiários neste fim de ano. Na opinião de Aureo, essa medida vai ser um grande alívio, além de contribuir para a melhora da economia.

“Sabemos que muitas famílias contam com a renda de aposentados e pensionistas. É para esses segurados que muitos vão pedir socorro quando ficam desempregados ou quando o orçamento aperta. O 14º salário ainda vai ajudar a movimentar a economia com o aumento do consumo, dando mais esperança aos empresários, que podem até pensar em fazer novas contratações”, afirmou.

A Comissão de Seguridade Social incluiu no texto as pessoas que recebem auxílio-doença ou auxílio-acidente. Em caso de aprovação, as parcelas serão pagas em março de 2022 e 2023. O texto será examinado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, e se tiver parecer favorável, vai para análise do Senado.

MEDCOR Exames Cardiológicos