Governo do Estado do Rio mobiliza recursos e efetivo para apoio ao Rio Grande do Sul

Bombeiros e policiais civis dão cobertura em resgates dos cidadãos gaúchos, vítimas das chuvas, desde o dia 3 de maio

O Governo do Estado do Rio segue apoiando o Rio Grande do Sul, que vive sua maior tragédia climática da história. O Corpo de Bombeiros Militar e a Polícia Civil já enviaram efetivo e recursos para apoiar nos resgates à população gaúcha, que sofre, na maioria dos casos, com inundações. Nesta segunda-feira (06/05), chegam mais reforços.

Cinquenta e quatro bombeiros iniciam, hoje, o trabalho, que vai somar esforços à equipe que já está na região, desde o dia 3 de maio, e atua a bordo do helicóptero AW169, capaz de operar no período noturno, por instrumentos. Até o momento, já foi prestado atendimento a mais de 70 vítimas ilhadas por enchentes ou feridas por escorregamentos de terra.

A força-tarefa da corporação inclui mais 11 viaturas, 15 barcos, 5 pickups, dois caminhões, um ônibus e cerca de 200 materiais diversos de salvamento em desastres. O grupo tem profissionais da área da saúde e especialistas em salvamento em desastres, com atuação em soterramentos, desabamentos, enchentes e inundações, entre outros.

O governador Cláudio Castro definiu o momento como crítico, com cenários devastadores, e ressaltou que está a postos para atender às demandas do governador Eduardo Leite.

-  O Sul passa por um período sensível e o trabalho coordenado e integrado no amparo aos cidadãos gaúchos faz toda a diferença. Somos parte do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud), o que nos aproxima ainda mais, e estaremos juntos e sempre disponíveis para que a situação na região volte à normalidade o mais breve possível – disse Castro.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Rio, coronel Leandro Monteiro, ressaltou que a missão da instituição é salvar vidas e que, entre os estados apoiadores, o planejamento do Rio é o maior até então para a ajuda ao Sul.

 Leia também: Cláudio Castro entra com ação no STF para suspender dívida com a União

- Enviamos nossos melhores militares, especialistas em desastres naturais, com expertise nesse tipo de tragédia, além de equipamentos de ponta, de última geração, para otimizar e agilizar os trabalhos – disse coronel Leandro.

A Polícia Civil enviou 10 agentes do Serviço Aeropolicial da Coordenadoria de Recursos Especiais (Saer/Core), a bordo do helicóptero AW169 da instituição. A aeronave bimotor, que opera por instrumentos também à noite, tem capacidade para transportar oito passageiros e dois pilotos. Entre as especialidades da equipe estão o resgate em catástrofes naturais e salvamento em altura e locais de difícil acesso.

De acordo com o secretário de Polícia Civil, delegado Marcus Amim, está previsto, ainda, o envio de uma equipe multidisciplinar da perícia técnico-científica para ajudar no serviço de identificação. A inovação das técnicas de atuação resultou na criação do protocolo DVI da instituição, que na tradução livre significa Identificação de Vítimas de Desastres.

-  Nossos peritos já estão à disposição e devem partir rumo à missão em breve. Os primeiros a chegarem foram os policiais do Saer/Core com a nossa aeronave 05 e equipamentos para reforçar os trabalhos nas áreas atingidas pelas chuvas – disse o secretário.

RioSolidário em ação

Em uma ação humanitária emergencial, o RioSolidario também está unindo parceiros para uma força-tarefa de ajuda ao Rio Grande do Sul. A instituição está mobilizando a solidariedade de todos para contribuição via PIX - CNPJ 00517666000111.

MEDCOR Exames Cardiológicos
MEDCOR Exames Cardiológicos