Estado discutirá com prefeitos o projeto de concessão da Via Dutra

  • Publicado em Matérias

O Governo do Estado do Rio se prepara, intensamente, para as audiências públicas referentes à nova concessão conjunta das rodovias BR-116 (Via Dutra Rio/SP) e BR-101 (Rio-Santos) - considerada a maior concessão rodoviária já realizada no país. Na próxima quarta-feira (15/01), será realizada audiência pública no Rio de Janeiro e, na sexta-feira (17/01), em São Paulo.

 

Buscando obter uma visão conjunta do projeto de concessão proposto pelo Governo Federal, o vice-governador, Cláudio Castro, e os secretários de Estado de Transportes, Delmo Pinho, e de Desenvolvimento Econômico, Lucas Tristão, vão se reunir, na tarde desta terça-feira (14/01), com prefeitos dos municípios fluminenses do eixo da Dutra (Japeri a Resende) e da Rio-Santos (Itaguaí a Paraty).

O novo contrato de concessão das rodovias será de 30 anos e estão previstos R$ 17 bilhões em investimentos e R$ 15,4 bilhões em custos operacionais pela nova concessionária.

Entre os pontos defendidos pelo Estado destaca-se a necessidade de redução das tarifas de pedágio e de realização de um programa de obras e melhorias nas rodovias. Além disso, é fundamental ampliar o número de usuários pagantes na Dutra. Atualmente, apenas 9% pagam pedágio.

Pela documentação disponibilizada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), no caso dos usuários do Rio de Janeiro, haverá aumento de gastos com pedágio - o que traria forte impacto na economia do Estado.

Com isso, o custo de transporte por caminhões da região metropolitana do Rio para São Paulo ficará 6,5% maior, e 21,1% maior nas viagens com destino ao Sul Fluminense.

Em virtude dessas propostas, o Estado já se movimenta junto ao Governo Federal para apresentar alternativas de investimento e geração de receitas.