Procon descarta alimentos impróprios em Nova Iguaçu e na Zona Oeste

  • Publicado em Matérias

Procon Estadual descarta 2 Procon DivulgaþÒoO Procon Estadual esteve fiscalizando restaurantes e supermercados da Zona Oeste do Rio e de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, na segunda-feira (5). Ao todo, seis dos oito estabelecimentos vistoriados foram autuados.

Foram descartados 160kg e 930g de alimentos impróprios para o consumo. Quase metade do volume descartado - 77kg e 430g - foi encontrada no supermercado Super Compras da Rua Itagiba, em Cosmos, Rio de Janeiro.

Entre os alimentos descartados havia 24kg de carré e 22kg e 700g de linguiça calabresa sem especificação da data de vencimento e expostos à venda sem proteção, permitindo seu manuseio direto por parte do consumidor, além de 12kg e 540g de carne previamente moída. A legislação do Estado do Rio determina que a carne somente deve ser moída após o pedido do consumidor e diante dele, a menos que esta já venha neste formato do fornecedor.

INTERDIÇÃO

Procon Estadual descarta 1 Procon DivulgaþÒo

A fiscalização interditou os bicos dos equipamentos de gás da Churrascaria do Suca (Jardim Alvorada, Nova Iguaçu) porque o estabelecimento armazenava os botijões de maneira diferente da determinada pelo laudo do Corpo de Bombeiros. No Supermarket da Estrada do Monteiro, Campo Grande, Rio de Janeiro, foi verificado que os problemas estruturais encontrados em fiscalizações anteriores (ralos não sifonados e sem tela de proteção) não foram sanados e o estabelecimento foi novamente autuado. Nas filiais dos Supermercados Guanabara da Avenida Cesário de Melo, em Paciência, Rio de Janeiro; e da Avenida Marechal Floriano Peixoto, Centro, Nova Iguaçu, os fiscais constataram que os problemas encontrados em vistorias anteriores foram solucionados.

BALANÇO

1 - Churrascaria do Suca (Avenida Abílio Augusto Távora nº 2.362, Jardim Alvorada, Nova Iguaçu): Produtos sem especificação da validade: 2kg de dobradinha, 1kg de ova de peixe, 1kg de sopa de siri com camarão e 800g de peito de frango. Problemas estruturais: na cozinha, fiação exposta, freezer e geladeira com ferrugem, parede sem revestimento, lixeiras abertas sem acionamento por pedal e área aberta sem tela de proteção. Estoque seco também sem tela de proteção, permitindo a entrada de insetos. Foram encontrados dois botijões engatados e outros três armazenados, mas eles estavam em locais diferentes dos determinados pelo laudo do Corpo de Bombeiros. Por medida cautelar, foram interditados os bicos dos equipamentos servidos pelos botijões. Ausências do Livro de Reclamações e do certificado de potabilidade da água.

2 - Churrascaria Rodeio Gaúcho (Rodovia Presidente Dutra nº 14.100, Jardim Tropical, Nova Iguaçu): Problemas estruturais: câmara resfriada com piso quebrado, ralo não sifonado e batente da porta quebrado. Ralo da churrasqueira sem proteção e não sifonado. Câmara resfriada de frutas, legumes e verduras com ralo quebrado e ferrugem no portal. Produtos sem informação da validade: 7kg de picanha, 600g de molho rosé e 11kg de molho de cebola. Ausências do certificado de potabilidade da água e do cartaz do Disque 180 (denúncias de casos de violência contra a mulher).

3 - Super Compras (Rua Itagiba nº 693, Cosmos): Ausências do cartaz do 151, do cartaz que informa a proibição da venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos e do Livro de Reclamações. 12kg e 540g de carne previamente moída. Câmara de resfriados com tendais enferrujados e câmara de laticínios com porta com pontos de ferrugem. Produtos sem informação da validade: 2kg e 190g de recheio de muçarela para pizza e 16kg de asa de frango. Produtos sem especificação e expostos à venda permitindo manuseio direto por parte do consumidor: 24kg de carré e 22kg e 700g de linguiça calabresa.

4 - Super Compras (Rua Rio Tinto, lote 19, quadra 6, Paciência): Ausências do cartaz informando o endereço e o telefone do Procon-RJ, do cartaz que informa a proibição da venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos, do Livro de Reclamações e do seu respectivo cartaz. Produtos sem especificação da data de validade: 29kg e 800g de costela bovina e 20kg e 400g de coxa de frango. Problemas estruturais: lixeira sem pedal, piso com buracos, rodapé da câmara do açougue com buracos, chão do açougue com buracos, tendais enferrujados, parte interna da câmara com buracos e cano aparente no chão. Ausência dos certificados de potabilidade da água e do Corpo de Bombeiros.

5 - Nino's Grill (Rua Professor Paris nº 30, sobreloja, Centro, Nova Iguaçu): Produtos sem informação da data de validade: 4kg de carne de churrasco pronto, 1kg de pernil, 4kg e 200g de picanha e 700g de salsicha. Problemas estruturais: na área da copa, lixeira sem tampa e sem pedal, ralo não sifonado, azulejos sem revestimentos, piso quebrado e fiação exposta. Na área da churrasqueira, piso e azulejos quebrados, fiação exposta, teto em madeira (parte despencando e parte sem o revestimento), acúmulo de gordura e de sujeira, ralo aberto sem tela de proteção e não sifonado, janela sem tela e azulejos trincados.  Na cozinha, lixeira aberta, ralo sem tela e não sifonado, piso quebrado e fiação da fritadeira exposta. No estoque seco, piso quebrado, janelas quebradas e sem tela de proteção. Na área de corte de carne: piso quebrado, fiação exposta e lixeira aberta. Ausências do alvará de funcionamento, dos certificados do Corpo de Bombeiros e de dedetização e do Livro de Reclamações.

6 - Supermarket (Estrada do Monteiro nº 1.200, Campo Grande): Os problemas estruturais encontrados anteriormente (ralos não sifonados e sem tela de proteção) não foram sanados.

Funerária Nova de Xerém
SAF520X231.jpg