ARTIGO: Arboviroses, quais as mais comuns, suas diferenças e prevenção.

As arboviroses são doenças transmitidas por artrópodes, como mosquitos, que são vetores capazes de propagar agentes infecciosos. Elas são causadas por diferentes tipos de vírus, e entre as mais comuns estão a chickungunha, dengue e zika. Embora tenham sintomas semelhantes, existem diferenças importantes entre essas doenças, bem como cuidados específicos para prevenir sua propagação.

A chikungunya, a dengue e a zika são doenças virais que compartilham alguns sintomas, como febre, dores musculares e articulares, dor de cabeça e erupções cutâneas. No entanto, cada uma delas possui características distintas. A chikungunya é caracterizada por dores articulares intensas, que podem persistir por longos períodos. Já a dengue pode causar complicações mais graves, como hemorragias e choque hemorrágico, e a zika está associada a complicações neurológicas, como a síndrome de Guillain-Barré em adultos e microcefalia em bebês de mães infectadas durante a gravidez.

Em relação aos cuidados e à prevenção, é importante adotar medidas de prevenção para evitar a propagação de cada uma dessas arboviroses. No caso da dengue, por exemplo, é fundamental eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti, que se reproduz em água parada, como vasos de plantas, pneus e recipientes descartáveis. Já a chikungunya e a zika também são transmitidas pelo mesmo vetor, por isso, os cuidados para evitar a proliferação do mosquito são semelhantes.

Leia também: ARTIGO: 300 BILHÕES PARA IMPULSIONAR A INDÚSTRIA NACIONAL

Além disso, as gestantes devem tomar cuidados especiais em relação à zika, já que a infecção durante a gravidez pode causar danos graves ao feto. É essencial usar repelentes seguros e recomendados para uso durante a gestação, além de proteger-se contra picadas de mosquitos em áreas de risco.

Outra medida importante para a prevenção das arboviroses é a conscientização da população, para que as pessoas possam identificar os sintomas precocemente e procurar assistência médica. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são fundamentais para evitar complicações e garantir a recuperação dos pacientes.

Em resumo, a prevenção e o controle dessas doenças é dever dos órgãos de controle levarem a população em geral, as informações através de campanhas que envolvam educação e conscientização da população, que juntas desempenham um papel fundamental na prevenção e controle dessas arboviroses.

Carlos Senna

Assessor especial da Presidência
da Finep e ex-presidente do ICTIM

MEDCOR Exames Cardiológicos