Ex-ministro Celso Pansera assume a presidência da FINEP

O ex-ministro de Ciência e Tecnologia no governo de Dilma Roussef, Celso Pansera assumirá a presidência da FINEP-Financiadora de Estudos e Projetos, órgão federal vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, do qual ele já foi titular.

O convite a Pansera, feito na quarta-feira (18) pela ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos, foi anunciado pelo Ministério. No novo cargo, será ele quem vai conversar com universidades e as empresas que buscarem financiamento para desenvolvimento tecnológico.

A Finep é um dos principais órgãos de fomento à inovação no Brasil e exerce a função de Secretaria-Executiva do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), principal fonte de financiamento público da ciência brasileira. O novo presidente, cuja data de posse ainda será anunciada, vai dispor em caixa de R$ 5,8 bilhões, recursos que sobraram do FNDCT, após o veto de outros R$ 4 bilhões no Orçamento de 2023, valor este que a ministra pretende recuperar para o desenvolvimento de projetos. Segundo o ministério, o dinheiro não dará para atender a todas as demandas caso o Ministério não consiga recuperar pelo menos parte do que perdeu.

Sobre sua atuação na FINEP, Celso Pansera disse que irá “cumprir com dedicação esta nova missão e auxiliar o presidente Lula a combater as desigualdades sociais, econômicas e regionais do Brasil” e agradeceu a confiança à ministra Luciana Santos pelo convite.

Leia também: Braskem impulsiona sua transformação digital

Leia também: Entidades querem federalizar apuração de agressões contra jornalistas

Atuação

Celso Pansera, que é natural do Rio Grande do Sul, e tem base em Duque de Caxias, onde sempre residiu, é formado em Letras pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e pós-graduado em Administração e Supervisão Escolar pela Universidade Cândido Mendes, integrou o grupo de transição do governo Lula. Contando com apoio majoritário da comunidade científica, seu nome foi indicado para a FINEP pelo PT-RJ. Com a indicação de seu nome, deixará a presidência do Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação, órgão da Prefeitura de Maricá (RJ).

Pansera presidiu por cerca de cinco anos a Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro (FAETEC- RJ), a partir de 2009. Elegeu-se deputado federal em 2014, cargo do qual afastou-se para assumir o Ministério de 2015 a 2016. Como parlamentar, presidiu a Comissão Especial de Crise Hídrica do Brasil e integrou diversas comissões da Câmara como Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; Educação; Cultura; e Fiscalização Financeira e Controle. Deixou o cargo de ministro e reassumiu o mandato em 14 de abril de 2016 para se posicionar contra o impeachment da então presidente Dilma Roussef.

O ex-ministro participou também da criação e tornou-se secretário-executivo da Iniciativa para a Ciência e Tecnologia no Parlamento (ICTP.br), lançada em maio de 2019 e que reúne entidades nacionais do setor, com o objetivo de preservar os recursos para a ciência. Disputou a reeleição para a Câmara em 2018, porém não conseguiu se manter na Câmara. No início de 2020, assumiu o Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá. (Josué Cardoso)