Governo do Estado encerra missão internacional com investimentos e parcerias

Reativação do Teleférico do Alemão e projetos de eficiência energética em prédios públicos estão entre acordos firmados

Após percorrer a Europa para atrair novos investimentos e parcerias, a comitiva do Governo do Estado voltou ao Rio de Janeiro na quinta-feira (18/11) com acordos com empresas dos setores de energia, turismo, cultura e segurança.

A missão internacional buscou consolidar a retomada econômica do estado em sete dias de agendas em três países.

Na França, o governador Cláudio Castro fechou o acordo que vai permitir a reativação do Teleférico do Complexo do Alemão, parado há cinco anos. A empresa Poma, responsável pela implantação do sistema mecânico do equipamento, vai apresentar o cronograma de obras em dezembro. Durante a visita à sede da empresa em Voreppe, o governador solicitou uma análise detalhada dos custos e datas.

Leia também: Patrimônios culturais e arquitetônicos serão monitorados por satélite

– O Teleférico do Alemão é um símbolo para as favelas cariocas. Além de reativar o transporte, nosso esforço é para trazer de volta a dignidade dos moradores que vão ter esse importante modal de volta. O Teleférico também significa desenvolvimento, geração de emprego e renda para 10 mil moradores – afirmou o governador.

A Secretaria de Infraestrutura e Obras ficará responsável pelas obras nas estações. O orçamento previsto é de R$ 10 milhões. Os recursos oriundos da concessão dos serviços de saneamento serão utilizados na fase de intervenções, que deve durar de 10 a 12 meses.

Em parceria com a italiana Enel X, serão criados projetos de eficiência que vão ajudar a reduzir em até 50% os custos de energia em prédios das secretarias da Educação, Segurança e Saúde, o que vai incluir a modernização do sistema de iluminação, do sistema de refrigeração e aquecimento de água e a implementação de painéis solares nos prédios públicos.

Um acordo com o Ministério da Cultura italiano prevê o monitoramento, por satélite, de patrimônios culturais, arquitetônicos e sociais do estado, com foco nos equipamentos de comunidades carentes. A operação deve começar em junho de 2022, após a inauguração, prevista para março.

- A incorporação da alta tecnologia à administração pública é inevitável. Vamos usar essas ferramentas para preservar nosso patrimônio histórico, melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, como também incentivar o crescimento do setor no estado – avaliou Cláudio Castro.

O protocolo de intenções assinado com TIM, Leonardo e Enel, em Roma, pretende incluir o Rio de Janeiro no grupo de Cidades Inteligentes. Itaperuna, no Noroeste Fluminense, será uma das cidades incluídas no projeto-piloto para aplicações tecnológicas que contribuam para o desenvolvimento sustentável. Em reunião com representantes da Agência Nacional de Turismo da Itália (Enit), o governador ainda discutiu parcerias para promover o aumento de visitantes para o Estado do Rio. Um grupo de trabalho para reforçar o intercâmbio será criado.

O desenvolvimento sustentável também foi o principal tema da Smart City Expo World Congress, em Barcelona, na Espanha, onde o governo apresentou para mais de 70 organizações os programas desenvolvidos para minimizar o impacto das mudanças climáticas no Rio de Janeiro. No último país visitado, a missão apresentou o novo momento do Rio a empresários catalães para fomentar e estreitar relações comerciais bilaterais.

Os secretários da Casa Civil, Nicola Miccione, de Desenvolvimento Econômico, Vinicius Farah, e do Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha, também participaram da comitiva de viagem à Europa.