coluna saude roberto daiub

Neurolépticos

  • Publicado em Saúde

Os fármacos neurolépticos (também chamados fármacos antiesquizofrênicos, fármacos antipsicóticos ou tranquilizantes maiores) são usados primariamente no tratamento da esquizofrenia, mas são também eficazes, em outros estados psicóticos, como os de mania e delírio além de transtornos de comportamento principalmente em pacientes idosos com comprometimento cognitivo grave (demência).

 

Vale lembrar que os antipsicóticos normalmente devem ser empregados em associação com técnicas não farmacológicas (como psicoterapia, musicoterapia, etc..) para um melhor resultado, principalmente em pacientes jovens.

Os neurolépticos são uma sub-divisão dentro dos antipsicóticos, foram os primeiros  medicamentos desenvolvidos para o tratamento de sintomas positivos da psicoses (alucinações e delírios); por isso, são também conhecidos como antipsicóticos típicos.