Jornal Capital

CAPITAL SMALL 319-pretaNa sessão plenária desta segunda-feira (21), o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) cassou os diplomas do prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (PMDB), e do vice, Marcos Elias Freitas Pessanha Moreira (PRP). O julgamento foi iniciado no dia 2 de agosto, mas havia sido interrompido após um pedido de vista.

Leia mais...

Conselho Nacional de Justiça decide investigar folha de Banco de ImagensA presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, decidiu que o órgão vai investigar a folha de pagamentos de todos os magistrados do país. De acordo com portaria publicada nesta sexta-feira (18) pelo CNJ, os tribunais de Justiça de todos os estados deverão enviar mensalmente ao conselho cópias do contracheque dos magistrados cinco dias após a liberação do pagamento.

Leia mais...

“Essa redução vai implicar na redução de uma série de outros salários que se baseiam neles”

Roberto Requião relator do projeto que reduz os salários de deputados Banco de ImagensCrítico ferrenho do governo de Michel Temer, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) comunicou que recebeu a incumbência de relatar projeto que reduz os salários de deputados e senadores aos valores vigentes em dezembro de 2014. Segundo o parlamentar, o projeto é do senador Lindbergh Farias (PT-RJ).

Leia mais...

Deputado Celso Pansera diz não ao Banco de ImagensO Brasil viveu mais um momento político de grande tensão no último dia 2. O país parou para assistir a Câmara dos Deputados decidir o destino do presidente da República, Michel Temer. Ao todo, 263 deputados rejeitaram o envio para o Supremo Tribunal Federal da denúncia de corrupção passiva contra o presidente apresentada pela Procuradoria Geral da República. Outros 227 se mostraram favoráveis à investigação de Temer no Supremo.

Leia mais...

Área foi ocupada ilegalmente, desmatada e aterrada

 

            CAPITAL SMALL 321-4O empresário Sebastião Carlos Grusman, proprietário da área invadida pela Prefeitura de Duque de Caxias, informou que está ingressando na justiça com pedido de reintegração de posse do terreno e indenização por danos morais. A área foi invadida no dia 20 de janeiro por ordem do prefeito Washington Reis. Conforme o Capital antecipou em sua última edição, o empresário já havia feito a notificação extrajudicial, registrada em Cartório Fausto Vieira, no dia 21 de julho, para que a Prefeitura interrompesse as obras e promovesse a desocupação do imóvel, o que não ocorreu até o momento.  A área total de sua propriedade mede cerca de 50.000m2 e está localizada na Rodovia Washington Luiz, no 1º distrito do município.

Leia mais...

 

O Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) determinou a intervenção de 10 linhas operadas pela empresa Viação Costeira, conforme publicação do Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, desta quinta-feira (10/08). A medida deve-se às constantes reclamações quanto à qualidade do serviço prestado pela empresa, principalmente referentes ao mau estado de conservação da frota, o que colocava em risco a integridade dos seus usuários. Além disso, o não atendimento às recorrentes solicitações para que seus problemas operacionais, fiscais e trabalhistas fossem solucionados, também motivaram a determinação.

Leia mais...

A subprocuradoria-geral de Justiça de assuntos cíveis e institucionais do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro instaurou procedimento para apurar edital de contratação de um jato executivo para o governador Luiz Fernando Pezão. O intuito da investigação é apurar se a contratação respeita os princípios da economicidade e da razoabilidade.

A notícia de que Pezão resolveu contratar uma empresa de táxi aéreo para "serviço de excelência ao Chefe do Poder Executivo" ao custo de até R$ 2,518 milhões repercutiu mal entre políticos, servidores e representantes da sociedade. A ideia que surge em momento de crise no Rio de Janeiro, com salários de servidores estaduais atrasados, hospitais em colapso e universidades em déficit e sem aulas, causou revolta.

Para o deputado federal Wadih Damous (PT-RJ), a licitação é um acinte e um abuso. "Pezão mostra que tem medo de ser hostilizado nos aeroportos. É mais um ato de desrespeito ao povo do Rio”.